top of page

PUBLICAÇÕES.

Compartilhamos conhecimento e experiências.

Due Diligence: existe uma forma mais simples de fazer

E-mails, planilhas, documentos em pastas e uma infinidade de outros canais de informações. Ao mesmo tempo em que se sabe da importância dos dados para gestão e prosperidade dos negócios, se vê cada vez mais empresas com muita informação e pouca inteligência gerada por elas.

O principal motivo: tempo.

Com processos extremamente manuais ainda presentes em larga escala nas grandes corporações, o trabalho de equipes se volta ao operacional quando poderia ser estratégico.

Quando se trata da Due Diligence, o processo geralmente envolve centenas de documentos para revisar, diversos e-mails trocados entre diferentes partes e perguntas que acabam sem respostas. Tudo isso em um cenário em que a velocidade é essencial para fechar um negócio com sucesso.

Agora, como solucionar a equação de manter o mapeamento, tão estratégico para o planejamento e manutenção das empresas, enquanto o relógio corre contra o tempo?

Confira agora como simplificar e tornar a Due Diligence mais estratégica!

planejamento estratégico e riscos estratégicos

A Transformação Digital aplicada ao Due Diligence


Como um processo de auditoria que pode ter objetivos distintos, realizar a devida diligência em uma empresa pode ser complicado e complexo.

De um lado, equipes internas que sem a clareza de como otimizar o processo para que consiga obter as informações necessárias de uma maneira simples para ambas as partes. Do outro, fornecedores e/ou possíveis clientes se encontram perdidos em meio a solicitações de diversos dados de forma descentralizada, o que torna o retorno ineficiente e demorado.

Alguns motivos levam à problemática, mas é possível concentrar a solução de todos eles em um só: inovação tecnológica.

Atualmente, ainda são vistas no mercado plataformas que pecam na experiência dos profissionais envolvidos na Due Diligence, muitas delas por não serem focadas especificamente na auditoria. Grande parte dessas ferramentas não facilitam a organização e revisão do trabalho da outra parte, ou seja, dos potenciais fornecedores.

Além das dificuldades encontradas na primeira etapa do processo, é muito comum que os assessores encarregados de revisar as informações precisem solicitar novos documentos ou fazer perguntas para esclarecer seu conteúdo ou interpretação.

Neste ponto é bastante provável que a troca de e-mails já esteja extensa e alto o desgaste de todas as partes.

A Transformação Digital entra neste cenário para identificar formas de otimizar a Due Diligence através da tecnologia. De acordo com pesquisa realizada pela consultoria PwC, 89% das organizações no Brasil dizem que acompanhar a velocidade de transformações digitais e de outras mudanças é um desafio importante de gerenciamento de riscos.

As plataformas de gerenciamento de risco de fornecedores da CIAL D&B levam praticidade e inteligência para o processo de Due Diligence. Isso porque, através da plataforma, é possível centralizar todas as informações que são realmente importantes para a tomada de decisão.

A partir da ferramenta, a coleta de dados é personalizada, o que favorece a experiência de quem responderá o formulário de solicitação de informações. Com o retorno, o processo se torna muito mais simples por centralizar toda a Due Diligence em um só lugar, o que torna também mais estratégica a análise final por parte do time interno.

Um processo de Due Diligence estratégico


Com a Transformação Digital ganhando espaço e incluindo soluções tecnológicas ao Due Diligence, a praticidade facilita a tomada de decisão. No entanto, é importante sempre reforçar que ter um processo mais rápido não significa torná-lo menos estratégico.

A velocidade neste caso não pode estar relacionada à simplificação da Due Diligence do ponto de vista analítico.

Nestas situações, é perigoso limitar-se a revisar a documentação e informações fornecidas sobre a empresa-alvo, pois muitas vezes não coincide exatamente com os dados necessários e realmente importantes.

O ideal, nesses casos, é enviar um checklist organizado e elaborado pelo próprio time interno, no qual o alvo pudesse fornecer a documentação e, ao mesmo tempo, tirar todas as dúvidas – centralizando as informações em uma única plataforma, incluindo dados financeiros e de compliance.

Dessa forma, você só terá que revisar o que pediu e como pediu.

Através da tecnologia, a solução de fornecedores da CIAL se mostra como um caminho estratégico para acelerar o processo de Due Diligence, melhorando a gestão e a comunicação entre as partes, ao mesmo tempo em que é aprimorado o processo de tomada de decisão e o risco reduzido por consequência.


A Brasiliano Consultoria é parceira certificada da CIAL. Entre em contato e solicite uma demonstração.



 
Fabio Brasiliano


Tacia Munhoz

Sócia

Commentaires


Inscreva-se para receber atualizações exclusivas:

Inscrição realizada com sucesso!

Você também irá gostar de ler...
bottom of page